A importância da literatura em sala de aula

Equipe Editorial

Nosso foco aqui será uma reflexão a respeito do livro físico, que permite a experiência tátil, o movimento de folhear as páginas, e sentir o aroma do papel. Mas como incentivar as crianças a lerem livros físicos, em um mundo digital, se a atenção delas está voltada para dispositivos eletrônicos, como celulares e tablets? Você já se deparou com essa situação em sua prática como educador? Em que momento você inclui no seu planejamento a leitura de livros de literatura?

“Parte do trabalho do educador é refletir, selecionar, organizar, planejar, mediar e monitorar o conjunto das práticas e interações, garantindo a pluralidade de situações que promovam o desenvolvimento pleno das crianças” (BRASIL, 2018, pg. 39).

A literatura é um instrumento valioso para a formação do indivíduo, especialmente durante o período escolar. Não deve ser vista apenas como um meio de entretenimento, mas sim como um instrumento importante para a formação de sua sensibilidade, imaginação e pensamento crítico. A leitura pode contribuir para o desenvolvimento da linguagem, da capacidade de interpretação de textos, bem como, proporciona uma compreensão mais profunda das culturas, épocas e realidades diferentes daquelas que os alunos estão acostumados, além do desenvolvimento emocional e cognitivo, ajudando-os a lidar com seus medos, angústias e conflitos internos.

Em que momento você inclui no seu planejamento a leitura de livros de literatura? Qual o seu encaminhamento após a leitura?

No processo de ensino-aprendizagem, a BNCC destaca:

“Depois de ler um livro de literatura ou assistir a um filme, pode-se postar comentários em redes sociais específicas, seguir diretores, autores, escritores, acompanhar de perto seu trabalho; podemos produzir playlists, vlogs, vídeos-minuto, escrever fanfics, produzir e-zines, nos tornar um booktuber, dentre outras muitas possibilidades. Em tese, a Web é democrática: todos podem acessá-la e alimentá-la continuamente. Mas se esse espaço é livre e bastante familiar para crianças, adolescentes e jovens de hoje, por que a escola teria que, de alguma forma, considerá-lo?” (BRASIL, 2018, pg. 68).

Aí vem a chamada para a sua atenção. Não é necessário eliminar nem uma prática nem outra, ou seja, é possível trabalhar somando, pois cada estratégia utilizada estará desenvolvendo as habilidades.

“Como já ressaltado, na perspectiva da BNCC, as habilidades não são desenvolvidas de forma genérica e descontextualizada, mas por meio da leitura de textos pertencentes a gêneros que circulam nos diversos campos de atividade humana” (BRASIL, 2018, pg. 75).

A leitura então, deve ser vista não apenas como fonte de aprendizado, mas como lazer, diversão e até mesmo conexão com o imaginário de cada um. Então, ler para e com as crianças, não é somente para que elas aprendam a descobrir as palavras no papel. Ler auxiliará, de forma concreta, a desenvolver habilidades e competências, as quais terão influência direta na formação da vida adulta.

Outro ponto importante, são as escolhas dos livros a serem lidos. Uma atenção especial deve ser dirigida a faixa etária e ao contexto da leitura.

Portanto, quais as reflexões que a leitura de um assunto como os livros abaixo pode trazer?

Cara de nenhum, focinho de todos

  • Categoria 1 – obras literárias do 1.º ao 3.º ano do Ensino Fundamental.
  • Gênero: conto.
  • Temas:
Descoberta de si

 

Personagens/sujeitos líricos vivenciando a percepção do corpo, dos sentimentos, das ações e da linguagem.
Família, amigos e escola Primeiras experiências interpessoais e sociais das crianças, permitindo a construção de percepções e questionamentos sobre si e sobre o outro.

É uma obra que apresenta uma família composta por personagens com características físicas e culturais distintas, o que pode levar os leitores a refletirem sobre as diferentes formas de constituições familiar e sobre as origens e costumes de cada um. A narrativa pode ser utilizada como uma ferramenta para promover a discussão sobre a diversidade e a inclusão, já que aborda temas como a adoção e a busca pela identidade. No manual digital do professor, você terá o encaminhamento adequado para a condução dessa leitura e reflexão, pois a temática da adoção é um assunto delicado.

Kuarup

  • Categoria 2 – obras literárias do 4.º ao 5.º ano do Ensino Fundamental.
  • Gênero: lenda.
  • Temas:
Autoconhecimento, sentimentos e emoções Percepção do corpo, construção da identidade e processos de amadurecimento, bem como a relação de personagens/sujeitos líricos com suas emoções e sentimentos, tais como o amor, a alegria, o luto e a dor.
O mundo natural e social Das descobertas e relações pessoais a esferas mais amplas, como a cidade, o meio ambiente (paisagens

naturais, aquáticas, plantas, animais) e até mesmo o universo. Devem-se destacar contextos regionais e locais.

Através da lenda da origem do Kuarup, ritual que acontece anualmente no Alto Xingu, o livro permite aos alunos conhecerem e compreenderem a cultura indígena brasileira, bem como, incentivar a reflexão sobre questões como a morte, o luto e a importância da homenagem aos antepassados. Além disso, o livro pode estimular a criatividade e a sensibilidade dos alunos, através da exploração da arte e da expressão visual.

Referência

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br. Acesso em: 20 abr. 2023.

Publicações recentes

28 de ago de 2023

A importância da numeracia matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental

30 de jun de 2023

Como a tecnologia tem influenciado o mundo dos livros didáticos

29 de maio de 2023

“Kuarup: a lenda da vida e da morte” – Detalhes e propósito do autor

27 de abr de 2023

Livro e Manual de Práticas e Acompanhamento da Aprendizagem

20 de abr de 2023

A importância da literatura em sala de aula

    Receba Nossas Novidades

    Fique por dentro de todos nossos lançamentos.

    Publicações recentes

    A importância da numeracia matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental

    A Política Nacional de Alfabetização (PNA) estabelece a n...

    Como a tecnologia tem influenciado o mundo dos livros didáticos

    De que forma a tecnologia tem influenciado a educação atua...

    “Kuarup: a lenda da vida e da morte” – Detalhes e propósito do autor

    Em um texto para a editora, o autor, Hardy Guedes, destaca a...

    Livro e Manual de Práticas e Acompanhamento da Aprendizagem

    Como os livros de Práticas podem contribuir com o seu dia a...

    A importância da literatura em sala de aula

    A literatura é um instrumento valioso para a formação do ...